quinta-feira, 23 de abril de 2009

Paulo Ghiraldeli levanta um aspecto importante para o desmonte da educação no Brasil.




O adeus à “ilusão liberal” ou a educação não é mais um valor
19
04
2009
Os professores dos anos 30 e 40 reclamavam das Histórias em Quadrinhos. Segundo eles, elas desviavam o aluno do esforço de leitura e os tirava da concentração necessária para as aulas. Os professores dos anos 70 diziam que não podiam competir com a TV. A televisão estaria apresentando espetáculos bem melhores que os das aulas. Alguns professores dos anos 90 repetiram isso, só que somaram o problema da TV com o apego dos jovens à Internet.

Esses argumentos todos nunca tiveram correspondência com a realidade. Sempre foram desculpas esfarrapadas de ou professores fracassados ou professores azarados. Aos poucos as pesquisas de campo foram desmentindo essa pseudo-sociologia da educação. Hoje em dia, tais desculpas já não se fazem mais presentes como no passado. No entanto, exatamente agora é que realmente os jovens estão saindo da escola não mais por outra coisa senão por desinteresse na escola. Há pesquisa sobre o assunto, e os resultados indicam claramente que a evasão no ensino médio é por desinteresse na escola em primeiro lugar, e só em segundo lugar por questões ligadas às necessidades de sobrevivência familiar, trabalho etc. (veja a notícia aqui).

O problema, portanto, é o de saber qual a razão do desinteresse dos jovens na escola. Um elemento que deve ser levado em conta é que para a nossa sociedade, de um modo geral, a educação já não é mais um valor como foi nos anos 50, 60 e 70. É claro que hoje há uma enorme demanda por ensino superior. Mas é uma demanda por diploma, não por educação. A vida intelectual e a idéia de “ser uma pessoa educada” deixaram de ocupar a tábua de valores de uma boa parte da classe média brasileira. Por mecanismos diversos, uma parte de nossa sociedade encontrou um caminho de sobrevivência e até mesmo de ascensão social que não passa pela educação, ou que ao menos aos olhos dos jovens parece não passar pela escola.

Comentando:
Deixe sua opinião e leia o texto integral em:

http://ghiraldelli.org e http://ghiraldelli.ning.com