sexta-feira, 28 de novembro de 2008

A dimensão do que viveu nosso povo

Se tiverem um pequeno tempo leiam, isto dá a
> dimensão do que viveu nosso povo.
>
> Abraços.
>
> PADILHA.
>
>
>
>
> Hoje 27 de novembro de 2008 o sol saiu e conseguimos
> voltar a trabalhar. A despeito de brincadeiras e
> comentários espirituosos normais sobre esta "folga
> forçada" a verdade é que nunca me senti tão feliz de
> voltar ao trabalho. Não somente pelo trabalho, pela
> instituição e pela própria tranqüilidade de ter aonde
> ganhar o pão, mas também por ser um sinal de que a vida
> está voltando ao normal aqui na nossa Itajaí.
> As fotos que circulam na internet e os telejornais já nos
> dão as imagens claras de tudo que aconteceu então não vou
> me estender narrando e descrevendo as cenas vistas nestes
> dias. Todos vocês já sabem de cor. Eu quero mesmo é falar
> sobre lições aprendidas.
>
> Por mais que teorias e leituras mil nos falem sobre
> isso ainda é surpreendente presenciar como uma tragédia
> desse porte pode fazer aflorar no ser humano os sentimentos
> mais nobres e os seus instintos mais primitivos. As cenas e
> situações vividas neste final de semana prolongado em
> Itajaí nos fizeram chorar de alegria, raiva, tristeza e
> impotência. Fizeram-nos perder a fé no ser humano num
> segundo, para recuperar-la no seguinte. Fez-nos ver que
> sempre alguém se aproveitará da desgraça alheia, mas que
> também é mais fácil começar de novo quando todos se dão
> as mãos.
>
> Que aquela entidade superior que cada um acredita
> (Deus, Alá, Buda, GADU etc.) e da forma que cada um a
> concebe tenha piedade daqueles:
>
> - Que se aproveitaram a situação para fazer saques em
> Supermercados, levando principalmente bebidas e cigarros
> - Que saquearam uma farmácia levando medicamentos
> controlados, equipamentos e cofres e destruindo os produtos
> de primeira necessidade que ficaram assim como a estrutura
> física da mesma.
> - Que pediam 5 reais por um litro de água mineral.
> - Que chegaram a pedir 150 reais por um botijão de gás.
> - Que foram pedir donativos de água e alimentos nas áreas
> secas pra vender nas áreas alagadas.
> - Que foram comer e pegar roupas nos centros de triagem
> mesmo não tendo suas casas atingidas.
> - Que esperaram as pessoas saírem das suas casas para
> roubarem o que restava.
> - Que fizeram pessoas dormir em telhados e lajes com frio e
> fome para não ter suas casas saqueadas.
> - Que não sentiram preocupação por ninguém, algo está
> errado em seu coração.
> - Que simplesmente fizeram de conta que nada acontecia, por
> estarem em áreas secas.
>
> Da mesma forma, que essa mesma entidade superior
> abençoe:
>
> - Aqueles que atenderam ao chamado das rádios e se
> apresentaram no domingo no quartel dos bombeiros para ajudar
> de qualquer forma.
> - Os bombeiros que tiveram paciência com a gente no
> quartel para nos instruir e nos orientar nas atividades que
> devíamos desenvolver.
> - A turma das lanchas, os donos das lanchinhas de pescarias
> de fim de semana que rapidamente trouxeram seus barquinhos
> nas suas carretas e fizeram tanta diferença.
> - À equipe da lancha, gente sensacional que parecia que
> nos conhecíamos de toda uma vida.
> - Aos soldados do exército do Paraná e do Rio Grande do
> Sul.
> - Aos bravos gaúchos, tantas vezes vitimas de nossas
> brincadeiras que trouxeram caminhões e caminhões de
> mantimentos.
> - Aos cadetes da Academia da Polícia Militar que ainda em
> formação se portaram com veteranos.
> - Aos Bombeiros e Policias locais que resgataram, cuidaram
> , orientaram e auxiliaram de todas as formas, muitas vezes
> com as suas próprias casas embaixo das águas.
> - Aos Médicos Voluntários.
> - Às enfermeiras Voluntárias.
> - Aos bombeiros do Paraná que trabalharam ombro a ombro
> com os nossos.
> - Aos Helicópteros da Aeronáutica e Exercito que fizeram
> os resgates nos locais de difícil acesso.
> - Aos incansáveis do SAMU e das ambulâncias em geral, que
> não tiveram tempo nem pra respirar.
> - Ao pessoal do Helicóptero da Polícia Militar de São
> Paulo, que mostrou que longo é o braço da solidariedade.
> - Ao pessoal das rádios que manteve a população
> informada e manteve a esperança de quem estava isolado em
> casa.
> - Aos estudantes que emprestaram seus físicos para
> carregar e descarregar caminhões nos centros de triagem.
> - Às pessoas que cozinharam para milhares de estranhos.
> - Ao empresário que não se identificou e entregou mais de
> mil marmitex no centro de triagem.
> - A todos que doaram nem que seja uma peça de roupa.
> - A todos que serviram nem que seja um copo de água a quem
> precisou.
> - A todos que oraram por todos.
> - Ao Brasil todo, que chorou nossos mortos e nossas perdas.
> - Aos novos amigos que fiz no centro de triagem, na
> segunda-feira.
> - A todos aqueles que me ligaram preocupados com a gente.
> - A todos aqueles que ainda se preocupam por alguém.
> - A todos aqueles que fizeram algo, mas eu não soube ou
> esqueci.
>
> Há alguns anos, numa grande enchente na Argentina
> um anônimo escreveu isto:
>
> COMEÇAR DE NOVO
>
> Eu tinha medo da escuridão
> Até que as noites se fizeram longas e sem luz
> Eu não resistia ao frio facilmente
> Até passar a noite molhado numa laje
> Eu tinha medo dos mortos
> Até ter que dormir num cemitério
> Eu tinha rejeição por quem era de Buenos Aires
> Até que me deram abrigo e alimento
> Eu tinha aversão a Judeus
> Até darem remédios aos meus filhos
> Eu adorava exibir a minha nova jaqueta
> Até dar ela a um garoto com hipotermia
> Eu escolhia cuidadosamente a minha comida
> Até que tive fome
> Eu desconfiava da pele escura
> Até que um braço forte me tirou da água
> Eu achava que tinha visto muita coisa
> Até ver meu povo perambulando sem rumo pelas ruas
> Eu não gostava do cachorro do meu vizinho
> Até naquela noite eu o ouvir ganir até se afogar
> Eu não lembrava os idosos
> Até participar dos resgates
> Eu não sabia cozinhar
> Até ter na minha frente uma panela com arroz e crianças
> com fome
> Eu achava que a minha casa era mais importante que as
> outras
> Até ver todas cobertas pelas águas
> Eu tinha orgulho do meu nome e sobrenome
> Até a gente se tornar todos seres anônimos
> Eu não ouvia rádio
> Até ser ela que manteve a minha energia
> Eu criticava a bagunça dos estudantes
> Até que eles, às centenas, me estenderam suas mãos
> solidárias
> Eu tinha segurança absoluta de como seriam meus próximos
> anos
> Agora nem tanto
> Eu vivia numa comunidade com uma classe política
> Mas agora espero que a correnteza tenha levado embora
> Eu não lembrava o nome de todos os estados
> Agora guardo cada um no coração
> Eu não tinha boa memória
> Talvez por isso eu não lembre de todo mundo
> Mas terei mesmo assim o que me resta de vida para agradecer
> a todos
> Eu não te conhecia
> Agora você é meu irmão
> Tínhamos um rio
> Agora somos parte dele
> É de manhã, já saiu o sol e não faz tanto frio
> Graças a Deus
> Vamos começar de novo.
>
> Anônimo
>
>
> É hora de recomeçar, e talvez seja hora de
> recomeçar não só materialmente. Talvez seja uma boa
> oportunidade de renascer, de se reinventar e de crescer como
> ser humano.
> Pelo menos é a minha hora, acredito.
>
> Que Deus abençoe a todos.
>
>
>
>
>
> Atenciosamente,
> Joice Stanke Schneider - Importação
> Freitas Assessoria de Comércio Exterior - Itajaí
>
> (circulando na internet)

Marina Colasanti

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Matemática de mendigo

MATEMÁTICA DE MENDIGO( circulando na internet)

Preste atenção nessa interessante pesquisa de um estagiário...

Um sinal de trânsito muda de estado em média a cada 30 segundos (trinta segundos no vermelho e trinta no verde). Então, a cada minuto um mendigo tem 30 segundos para faturar pelo menos R$ 0,10, o que numa hora dará: 60 x 0,10 = R$6,00.
Se ele trabalhar 8 horas por dia, 25 dias por mês, num mês terá faturado: 25 x 8 x 6 = R$ 1.200,00.
Será que isso é uma conta maluca?
Bom, 6 reais por hora é uma conta bastante razoável para quem está no sinal, uma vez que, quem doa nunca dá somente 10 centavos e sim 20, 50 e às vezes até 1,00.
Mas, tudo bem, se ele faturar a metade: R$ 3,00 por hora terá R$600,00 no final do mês, que é o salário de um estagiário com carga de 35 horas semanais ou 7 horas por dia.
Ainda assim, quando ele consegue uma moeda de R$1,00 (o que não é raro), ele pode descansar tranqüilo debaixo de uma árvore por mais 9 viradas do sinal de trânsito, sem nenhum chefe pra'encher o saco' por causa disto.


Considerando que é apenas teoria,vamos ao mundo real:
De posse destes dados fui entrevistar uma mulher que pede esmolas, e que sempre vejo trocar seus rendimentos na Panetiere (padaria em frente ao CEFET).
Então perguntei quanto ela faturava por dia. Imagine o que ela respondeu?
É isso mesmo, de 35 a 40 reais em média o que dá (25 dias por mês) x 35 = 875 ou 25 x 40 = 1000, então na média R$ 937,50 e ela disse que mendiga 4 horas por dia.


Moral da História :
É melhor ser mendigo do que estagiário (e muito menos PROFESSOR).
Se esforce como mendigo e ganhe mais do que um estagiário ou um professor.
Estude a vida toda e peça esmolas; é mais fácil e melhor que arrumar emprego.

Lembre-se :
Mendigo não paga 1/3 do que ganha, pra sustentar os políticos.
Viva a Matemática.
Que país é esse?

Os cães sofrem


Ilustrações para contos de fadas





Conto de Andersen "A roupa nova do rei"
Conto popular "A princesa e as sementes"
Conto de andersen "A pequena sereia"

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Fotos de Camboriu/SC



(http://www.blogblog.com/thisaway/bg_body.gif)

sábado, 22 de novembro de 2008

Van Gogh



Livro que conta a história de um grade pintor, mas que era considerado louco e só vendeu um quadro em toda a sua vida.

Create your own banner at mybannermaker.com!



Remédios antigos miraculosos






Antigamente as drogas eram consideradas remédios miraculosos
Cocaína, morfina e até heroína eram vistos como remédios
miraculosos quando foram descobertos. As substâncias que hoje
são proibidas estavam legalmente disponíveis no passado.
Os fabricantes de medicamentos, muitos dos quais existem até
hoje, proclamavam até o final do século 19 que seus produtos
continham estas drogas.

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Atriz posa como Lady godiva



Kristen Johston, abaixo, posa como Lady Godiva em campanha da PETA para protestar contra as carroças puxadas por cavalos.
Fotos pertencentes a PETA

outils webmaster

contador gratis

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Blog-Memories

Os visitantes, para não quebrar a corrente, devem oferecer o banner do Golfinho a 5 blogs, sem esquecer de mandar o link do Golfinho.
Ofereço o selo a:
Pitanga
Elizinho
SLBglorioso
Mundosa
Lukafree

Hugh Jackman e Nicole Kidman


Hugh Jackman fala sobre cenas de sexo com Nicole Kidman
(17/11/2008 - 12h32)

Da Redação www.cineclick.com.br

Cena de Austrália
O novo longa de Nicole Kidman (A Bússola de Ouro) e Hugh Jackman (A Lista - Você Está Livre Hoje?), Austrália, conta com cenas quentes protagonizadas pelo casal.

E foi exatamente sobre essas cenas que o site da revista People conversou com Jackman. Segundo o ator, "as cenas, visualmente, são como poesia". Baz Luhrmann (Moulin Rouge - O Amor em Vermelho) dirige o longa.

Sobre o diretor, Jackman conta que ele "trata as cenas de sexo como coreografias. A câmera é como um dançarino". Luhrmann contou que não teve que se preocupar com a química entre os atores. "Tinha muitas coisas para pensar - gripes e choveu pela primeira vez no deserto em cem anos! Mas na hora em que os vi como amantes, soube que não precisava me preocupar com esse departamento", contou.

Lurhmann enfrentou problemas como doenças dos atores e da equipe, casos de intoxicação alimentar e um monte de outros empecilhos para produzir o longa.

Austrália é ambientado no norte da Austrália, pouco antes da Segunda Guerra Mundial. Nicole é a aristocrata inglesa Lady Sarah Ashley, que tem sua grande herança ameaçada por um barão inglês do gado.

A única maneira de salvar sua fazenda é se unindo com o arqueiro vivido por Jackman para atravessar cerca de duas mil cabeças de gado por um dos terrenos mais áridos do país.

O longa teve o roteiro escrito por Stuart Beattie (responsável pelo script de Colateral) e vêm sendo comparado ao longa ...E o Vento Levou (1939) pelos cenários e drama que o envolve, em meio aos acontecimentos dos anos 30 e 40.

Austrália estréia em 23 de janeiro de 2009 no Brasil.

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Os animais ensinam 2



Urso acolhe filhote de lobo que perdeu a mãe


Meu primeiro selo.Ganhei do Valdir -Franke. Obrigada, amigo.

sobre os curitibanos

Mentiras contadas sobre os curitibanos




Segundo recentes estatísticas, de cada 10 Curitibanos, 11 sentem-se superiores aos outros.
--------------------------------------------------

--------------------------------------------------

Qual é a diferença entre os curitibanos e os terroristas?
Os terroristas têm simpatizantes.
------------------------------ ------------------- -

Qual é a semelhança entre um curitibano humilde e o Super-Homem?
- Nenhum dos dois existe.
--------------------------------------------------

Numa ensolarada manhã em Curitiba, um turista comenta: -
Que manhã bonita! O curitibano que passava a seu lado comenta:
- Graças a nós, que fazemos o que podemos fazer de melhor.



--------------------------------------------------

Como se faz para reconhecer um curitibano numa livraria?
- Ele é o que pede o mapa-mundi de Curitiba.
--------------------------------------------------

Um curitibano estava sendo entrevistado na TV.
Perguntaram-lhe:
- Qual a pessoa que mais admira?
- Deus!
- E por que?
- Bem, foi ele quem me criou!
--------------------------------------------------

O que se deve atirar a um curitibano que está se afogando?
- O resto da família.
--------------------------------------------------

O que é o ego?
O pequeno curitibano que vive dentro de cada um de nós..
__________________________

Qual é o negócio mais lucrativo do mundo?
Comprar um curitibano pelo que ele vale e vendê-lo pelo que ele pensa que vale.
--------------------------------------------------

O curitibanozinho fala com o seu pai:
- Papa, quando eu crescer eu quero ser como você.
- Por que, pía?! - pergunta o orgulhoso curitibano.
- Para ter um piá como eu.
------------------------------------------------ -

Por que há tantos partos prematuros em Curitiba?
- Nem as mães agüentam um curitibano por 9 meses!
--------------------------------------------------

Por que é que os curitibanos em geral, preferem não se casar? -
Porque eles nunca encontram uma mulher que os ame mais do que eles se amam.
--------------------------------------------------

Por que é que não há terremotos em curitiba?
- Porque nem a terra os engole...
--------------------------------------------------

Sabem o que dá no cruzamento de um argentino com um curitibano???
Resp.: Um porteiro que pensa que é síndico.
------------ -------------------------------------

MANIAS DE CURITIBANO


FALA:
*Chama salsicha (hot-dog) de 'vina'.
*Chama o carro Fusca de 'fuque'.
*Chama o semáforo de sinaleiro.
*Diz bolacha em vez de biscoito.
*Diz piá em vez de menino.
*Diz guria em vez de menina.
*Diz bexiga ao invés de balão.
*Diz setra em vez de estilingue.
*Diz dolé em vez de picolé.
*Fala 'escute' no telefone.
*Chama as coisas pela marca (kboa,bombril,royal...)
*Acha que não tem sotaque nenhum.
*Ri do sotaque de todo mundo (paulista, carioca,mineiro, gaúcho,etc...)

Achando que todo mundo deveria falar como ele.

CLIMA:
*Fala sobre a condição do tempo para puxar conversa com alguém.
*Admira, diariamente, a linda cor cinza do céu curitibano.
*Enfrenta sol, chuva, frio, calor, tudo no mesmo dia e acha legal.
*Mantém as janelas do ônibus fechadas, independente se o dia esta frio, chuvoso ou aquele sol.
*Sai todo agasalhado de manhã, e tira quase tudo até o final do dia.
*O curitibano tem mania de lavar e polir seu carro no sábado ou domingo (o carro fica brilhando), só que toda vez que vai passear.. CHOVE !!!!


PRAIA:
*Fala que vai 'pra praia', sem especificar qual.
*As mulheres vão à praia com jóias e maquiadas.
*Fica a 'temporada' em Caioba ou Guaratuba mesmo que chova muito mais, do que faça sol.
*Ve o 'OIL MAN' andando de sunga no calçadão durante a temporada em Caiobá e o resto do ano, na cidade.

ESQUISITICES:

*Faz fila para tudo (ônibus, mercado, banheiro,elevador, etc...).
*Repara nas pessoas como se fossem de outro planeta.
*Cumprimenta o vizinho de anos com 'oi' e 'tchau'.
*Espera a semana inteira pelo final de semana... e quando chega, acaba não fazendo nada.
*Separa o 'lixo que não é lixo'.
*Anda c/ o bolso cheio de papeis de balas até encontrar uma lixeira.
*Demora muito para arrancar o carro quando o sinal fica verde.
*Acha que tudo em Curitiba é melhor do que em outras cidades sem nunca ter saído daqui.
*Freqüenta Clube Curitibano/Graciosa e santa Mônica e cada 15 dias e se esbalda no Baile do Pato em Pinhais.
*Não aceita que alguém Fale que curitibano é um povo fechado.
*Convida: 'Passa lá em casa' mas nunca dá o endereço.
*Chama o povo do interior paranaense de 'pé-vermelho'.
*Usa aquelas pastinhas do Positivo falsificadas.
*Diz que a cidade não é mais a mesma por causa da invasão do pessoal de outros estados.
*Come pastel e caldo de cana nas feiras livres.
*Nas festas juninas chama vinho quente de quentão.
*Pega o mesmo ônibus todo santo dia no mesmo horário e não cumprimenta nem motorista nem cobrador.
*Acha que quem não é daqui sempre joga lixo no chão.

PRINCIPAL:
*Rir de si mesmo ao perceber que tudo que foi dito acima é a mais pura verdade...



Circulando na internet

domingo, 16 de novembro de 2008

tráfico




Veja o que a polícia colombiana achou na casa de um traficante.


Enquanto existirem idiotas que cheiram, fumam e injetam drogas
os traficantes vão continuar ganhando muito dinheiro e os idiotas
dando trabalho às familias e morrendo como animais!!!
DESAPARECIDOS: Clique aqui e coloque no seu Blog!
DivulgandoDesaparecidos.org

sábado, 15 de novembro de 2008

Perco-me na imensidão das palavras

Homenagem



Para Maria Cristina, mãe de Rachel, um haicai de Helena Kolody, que também foi professora da escola.

SAUDADES

Um sabiá cantou.
Longe, dançou o arvoredo.
Choveram saudades.

de sua tutora.

Fusão Itau/Unibanco

Para entender a fusão Itaú + Unibanco
(circulando na internet)



Cheguei há pouquinho do Rio, onde trabalhei muito, quase "fundindo a cuca"; mas não poderia de deixar de responder esse seu mail agora, porque há +/- 2 meses o "pessoal" da "ágora" em S Paulo (vc conhece? Pode procurar na Internet) me "bateu a bola" e a passei a alguns amigos nos USA e não sei se também te copiei, de que o Henrique Meirelles tinha ido as pressas p/ N York, devido a falência da AIG, maior seguradora dos USA e que o Governo Americano a tinha estatizado!

O Bush e seus asseclas, por pura pressa e INCOMPETÊNCIA, não tinham avaliado as muitas implicações internacionais dessa medida. Dentre muitas, a AIG ser a controladora do UNIBANCO. Portanto o UNIBANCO PASSAVA A PERTENCER AO GOVERNO AMERICANO e salvo o compulsório, a AIG, tinha esvaziado a caixa do UNIBANCO e a tinha "enchido de mortgages podres americanas". Resultado: o Banco Central, emprestou a fundo perdido dinheiro ao ITAÚ, que não precisava e forçou o BNDES a emprestar dinheiro à "taxas simbólicas" ao ITAÚ, para o mesmo fim. Em realidade você e eu compramos o UNIBANCO!!! E os "títulos podres" do AIG, ficaram pro B. Central!

Um novo PROER igual ao Marka/Fonte/Cindam concedido ao nosso "amigo" Salvatore Cacciolla!!!



Isto tudo é pura verdade e pode passar adiante!!!



Há ainda o Banco Panamericano (Silvio Santos ), que "explodiu" e a Financeira Aymoré, que financiou, sem garantias, compra de milhares de carros 0 km, com entrada de R$1,00 e pagamentos das primeiras 72 prestações só em março de 2009!!!



Esta BOMBA e outras vão "estourar no colo" do blindado Lula! Aí e depois com as outras CASAS BAHIA, INSINUANTE, etc., vamos ver como ficam as coisas...

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

O menor conto de fadas domundo.

O MENOR CONTO DE FADAS DO MUNDO
(O OUTRO LADO DA HISTÓRIA)

Era uma vez uma linda moça que perguntou a um lindo rapaz:

- Você quer casar comigo?


Ele respondeu:
- NÃO!!!!


E a moça viveu feliz para sempre, foi viajar, vivia fazendo compras,
conheceu muuuuitos outros rapazes, visitou muitos lugares, foi morar
na praia, trocou de carro, redecorou sua casa, sempre estava sorrindo
e de bom humor, pois não tinha sogra, não tinha que lavar, passar,
nunca lhe faltava nada, bebia champanhe com as amigas sempre que
estava com vontade e ninguém mandava nela.
O rapaz ficou barrigudo, careca, o pinto caiu, a bunda murchou, ficou
sozinho e pobre, pois nenhum homem constrói algo sem uma MULHER.


FIM.

Lullaby


Eu sou Problogger, clique aqui para ser um Problogger também






quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Fábio Assunção sai da novela

fábio assunção saiu da novela!do papelpop.com de phelipe
Acabo de receber por e-mail uma nota do Fábio Assunção enviada pela assessoria do ator. Ele comunica que está saindo da novela “Negócios da China” por motivo de saúde.

“Que Deus ilumine meus passos na minha recuperação”, escreveu o ator na nota. Recuperação? Pois é… Fábio Assunção vai voltar para a rehab (and he said yes, yes, yes).

Talvez ele tenha saído cedo demais de lá. De qualquer forma, se cuida, Fábio. Fazer a Amy é se dar muito mal…

Leia o e-mail na íntegra:

“Em respeito ao enorme público que acompanha a minha trajetória profissional, aos colegas que tanto prezo e a imprensa, informo que por motivo de saúde, deixo por prazo indeterminado a novela Negocio da China. Meu carinho a todos e meu pedido que respeitem esse momento de luta, preservando minha família. Que deus ilumine meus passos na minha recuperação e com a confiança que o mais breve possível estarei de volta para esse publico que tanto amor me dá.

Fabio Assunção”

Whitney está ao lado dele nessa hora difícil:



- Dear Lord, I didn´t have the chance to know this wonderful brazilian actor, but I wish him the best in his recovery. And if he intends to stop using all that shit again, tell him to throw them in these trash cans near my house.

Texto extraído de papelpop.com

terça-feira, 11 de novembro de 2008

Novo Kamasutra Ilustrado

Nome da Obra: Novo Kamasutra Ilustrado

Autor: Alicia Galotti

Nº de Downloads: 24253

Formato do Arquivo: .pdf

Sinopse: O livro mais famoso sobre o tema de sexo. Neste livro, vem cheio de ilustarções. Muito interessante. Este livro revela todos os segredos da arte do sexo: os diferentes jogos eróticos preliminares, as zonas erógenas do corpo feminino e masculino, os métodos para atingir um maior grau de excitação, os truques para que o prazer seja mais intenso durante o coito, as posições para aumentar a sensibilidade do orgasmo, as técnicas para controlar a ejaculação e manter a ereção durante mais tempo... Em suas páginas, aprenderemos também os segredos de algumas posições, como a libélula, o caranguejo, a amazona, o carrinho de mão, o balanço, o abraço total, a aranha, a jibóia, a tesoura, o submisso... Escrito sem tabu, com precisão e complementado com numerosas ilustrações explícitas, Novo Kama Sutra Ilustrado reúne em um só volume a tradição e as necessidades modernas para o sexo seguro. O sexo deve ser entendido como realmente é: sadio, imprescindível e descontraído.
Texto extraído de Projeto de livros para todos.

Também é possível fazer o download.
diHITT - Notícias

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Bartolomeu Queirós vencedor de melhor livro

04/11/2008
Brasileiro vence IV Prêmio Ibero-americano SM
Escritor brasileiro Bartolomeu Campos de Queirós ganha a premiação; além do brasileiro, concorreram outros 22 autores de países como Argentina e Uruguai


O escritor brasileiro Bartolomeu Campos de Queirós é o vencedor da IV Edição do "Prêmio Ibero-americano SM de Literatura Infantil e Juvenil", anunciado na última sexta-feira (24 de outubro), no México. Além do brasileiro, concorreram ao Prêmio outros 22 autores de países como Argentina, Bolívia, Colômbia, Chile, Espanha, México e Uruguai. A entrega do prêmio, no valor de 30 mil dólares, acontece no dia 2 de dezembro, durante a Feira Internacional do Livro em Guadalajara (México).

Bartolomeu Campos de Queirós, 64, nasceu no interior de Minas Gerais e publicou seu primeiro livro em 1974, O Peixe e o Pássaro. Renomado autor do gênero infanto-juvenil, publicou mais de 40 obras e já recebeu vários prêmios literários, entre eles o Jabuti, da Câmara Brasileira do Livro, e o Selo de Ouro, da Fundação Nacional do Livro Infanto-Juvenil. Destaca-se pelo seu compromisso com a educação, a formação de leitores e a promoção da leitura. Segundo a comissão julgadora do Prêmio SM, Queirós foi escolhido pela "transcendência de sua obra que se manifesta na profundidade dos temas que trata, no respeito ao leitor, no compromisso com a arte literária sem concessões e no caráter poético e filosófico de sua obra".

O Prêmio Ibero-americano SM é promovido pela Fundação SM e acontece anualmente desde 2004. Busca reconhecer autores vivos que escrevam em qualquer das línguas faladas na comunidade ibero-americana e com uma relevante e valiosa obra destinada ao público infantil e juvenil. Conta com a participação das organizações como o Centro Regional para a Promoção do Livro na América Latina e Caribe (CERLALC), Escritório Internacional da Books for Young People (IBBY), Organização dos Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI) e Escritório Regional da Educação para América Latina da Organização das Nações Unidas (OREALC-UNESCO).

Em sua quarta edição, o Prêmio já foi outorgado para o escritor espanhol Juan Farias, para a colombiana Gloria Cecilia Diaz e, no ano passado, a ganhadora foi a espanhola Montserrat del Amo. Neste ano, foram finalistas o colombiano Ivar Da Coll, o espanhol Javier Saez Castán e a argentina Ema Wolf.

domingo, 9 de novembro de 2008

Os velhos ditados se modernizaram








1. A pressa é inimiga da conexão.
2. Amigos, amigos, senhas à parte.
3. Antes só, do que em chats aborrecidos.
4. A arquivo dado não se olha o formato.
5. Diga-me que chat freqüentas e te direi quem és.
6. Para bom provedor uma senha basta.
7. Não adianta chorar sobre arquivo deletado.
8. Em briga de namorados virtuais não se mete o mouse.
9. Em terra off-line, quem tem um 486 é rei.
10. Hacker que ladra, não morde.
11. Mais vale um arquivo no HD do que dois baixando.
12. Mouse sujo se limpa em casa.
13. Melhor prevenir do que formatar.
14. O barato sai caro. E lento.
15. Quando a esmola é demais, o santo desconfia que tem vírus anexado.
16. Quando um não quer, dois não teclam.
17. Quem ama um 486, Pentium 5 lhe parece.
18. Quem clica seus males multiplica.
19. Quem com vírus infecta, com vírus será infectado.
20. Quem envia o que quer, recebe o que não quer.
21. Quem não tem banda larga, caça com modem.
22. Quem nunca errou, que aperte a primeira tecla.
23. Quem semeia e-mails, colhe spams.
24. Quem tem dedo vai a Roma.com
25. Um é pouco, dois é bom, três é chat ou lista virtual.
26. Vão-se os arquivos, ficam os back-ups.
27. Diga-me que computador tens e direi quem és.
28. Há dois tipos de pessoas na informática. Os que perderam o HD e
os que ainda vão perder...
29. Uma impressora disse para outra: "Essa folha é sua ou é impressão
minha."
30. Aluno de informática não cola, faz backup.
31. O problema do computador é o USB (Usuário Super Burro).
32. Na informática nada se perde, nada se cria. Tudo se copia... e
depois se cola.

Texto em circulação na internet.

Dica de livro



Por que milhões de pessoas acreditam em Deus? Por que tanta gente sente vontade de ter uma vivência espiritual qualquer? Por que não somos todos ateus? De perguntas assim surgiu A viagem de Théo, um romance sobre as religiões mais praticadas no mundo: catolicismo, judaísmo, budismo, protestantismo e islamismo, entre outras.
Os fundamentos históricos e espirituais de cada religião, suas transformações ao longo do tempo, as lutas contra a intolerância, a construção das figuras divinas, as regras da fé, o sentido dos ritos, as formas coletivas de exercício da espiritualidade - jovens e adultos encontram neste livro um patrimônio pessoal para a vida toda.
Com um conhecimento profundo do tema, um admirável equilíbrio intelectual e uma viva imaginação narrativa, Catherine Clément[bb] nos faz viajar na companhia de Théo e Marthe - ele, um adolescente que vive enfiado nos livros e sofre de uma doença grave; ela, uma mulher cosmopolita que esbanja vitalidade. Juntos eles vão aos principais centros sagrados do mundo (a Bahia é um deles) e, enquanto visitam os templos e participam das festas rituais, oferecem ao leitor a certeza de que as religiões são uma das maiores aventuras que a humanidade já pôde sonhar.
Título Altamente Recomendável pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil - FNLIJ 1998, categoria tradução/jovem.

TEXTO E FOTOEXTRAÍDOS DE MEGAALEXANDRIAebooks. Lá você pode fazer download do livro.

série animais

 
 
Posted by Picasa